segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Jovem universitária diz “Que a liberdade da mulher é política, mas essa liberdade tem limites” ao publicar foto e texto de sua autoria na rede

Postado por: Dc Sergio Ramos  
Marcador:
04:26

Da Redação:
(Bruna Santiago/Foto e texto autorizado por ela)
De acordo com Bruna Santiago, ela parou de responder questões do tipo: como ela tem coragem de postas determinadas fotos em rede; qual a finalidade de suas fotos; se o namorado da mesma não tem problemas com as fotos dela e se ela, não se importava com o que os homens pensam dela. Bruna tem 25 anos de idade, universitária, cursando história e dá aulas.

Confira a baixo todo o seu texto, onde ela destaca que suas fotos, aumentam sua auto-estima.

Do ano passado pra cá eu parei pra responder todas as questões que fizeram.

1. Como eu tinha coragem de postar determinadas fotos
2. Qual a finalidade das fotos
3. Se meu namorado tinha problema com minhas fotos
4. Se eu não me importava com o que os homens pensavam de mim
Em nenhum momento essas pessoas chegaram e perguntaram qual minha relação com corpo x fotografia x mulher, o que me levou fazer o primeiro ensaio ou postar a primeira foto, ao contrário do que pensam meus seguidores elogiam muito os textos que acompanham as imagens e a maioria consegue pegar o sentido da coisa, no entanto, independente do que eu escreva tudo, tudo gira em torno da opinião dos homens.
Eu não teria um relacionamento com alguém que não conseguisse olhar uma foto minha, aliás, eu não queria alguém tão inseguro quanto eu, e essa insegurança que eu carrego, eu trabalho a partir das fotos, eu não me importo pela imagem que uma imagem é capaz de projetar para pessoas que não se aprofundam na leitura, o meu corpo é político e meus textos quase sempre também.
A liberdade da mulher é política, mas essa liberdade tem limites, as mesmas moças que apóiam as celulites de Anita já se incomodaram com minhas fotos... Como mulher negra, e lendo tudo sobre objetificação, eu me vi na linha tênue entre expor ou não expor. Mas, tá aí o meu encontro, eu acho o corpo feminino lindo e tão natural, embora grande parte da população demonize a nudez feminina que não seja para o seu consumo.
Eu pude analisar o quanto minha auto estima cresce nas fotos ao ponto de quando estou com problemas não as tiro. É uma relação de reencontro. As mesmas pessoas que demonizam minhas fotos, vêem nudes, vídeos vazados e pornô, a diferença é que minha nudez é uma relação comigo, com meu corpo, com aceitação, com minha liberdade e por eu ser uma pessoa extremamente "chata" e não responder mensagens e expor assédio, demonizaram meu corpo, por não ser para eles e para mim. Eu cheguei a essa idéia bem pessoal, quando a mulher se satisfaz seja lá como for, a sociedade não suporta. E se incomoda muitos é porque está no caminho certo. Afinal o meu corpo é o meu templo e está apenas a minha disposição.

Escrito por Sérgio Ramos/Radialista e Blogueiro – 22/01/2018

Sobre o autor do Blog

Sérgio Ramos é Casado, pai, Radialista e Diácono evangélico, Militante do meio Radiofônico.Iniciou a profissão na Rádio cultura do nordeste S/A Caruaru - PE

Visualizações

Seguidores

FAÇA SUA DENUNCIA

FAÇA SUA DENUNCIA
Promotoria de Justiça – 3624-1956 Conselho Tutelar Surubim -3634-4656 S D S de Surubim – 3634-2710 Delegacia de Surubim – 3624-1974 Delegacia da Mulher – 3624-1983
back to top