quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Livro Memória das Vaquejadas de Surubim será lançado em setembro.

Postado por: Dc Sergio Ramos  
Marcador:
09:21

Do correio do Agreste.
Memória das Vaquejadas demonstra com documentação e depoimentos que a vaquejada de Surubim é a mais tradicional e antiga do país (Imagem: Divulgação/ Reprodução)
O livro Memória das Vaquejadas de Surubim – A História da Vaquejada mais antiga do Brasil, do escritor, jornalista e editor do  Correio do Agreste, poeta e artista plástico Fernando Guerra,  será lançado no dia 13 de setembro, às 20h, no Restaurante Capitu, localizado na Rua Maria Barbosa, no Centro de Surubim. A data só foi confirmada há pouco mais de uma semana, após o autor fechar parceria para publicação da obra com a Companhia Editora de Pernambuco (CEPE).
O apoio cultural da editora, que pertence ao Governo do Estado, foi autorizado pelo governador Paulo Câmara com a intermediação do deputado federal Danilo Cabral, tendo em vista que se trata de uma obra destinada a ficar como um marco na historiografia pernambucana, conforme deixa claro o escritor José Nivaldo Júnior, no prefácio do livro.
O farto material compilado por Fernando Guerra, dá um “xeque-mate” na disputa do título de “vaquejada mais antiga do Brasil”. O distrito de  Itapebussu, no município de Maranguape (CE), Região Metropolitana de Fortaleza, reivindica a expressão. Lá a “corrida de gado”, como a festa também é conhecida, começou em 1945 segundo os organizadores divulgam a cada edição do evento. Em Surubim, a atividade foi iniciada pelo menos oito anos antes.
“Memória das Vaquejadas demonstra com documentação e depoimentos que a vaquejada de Surubim é a mais tradicional e antiga entre todas as existentes no país. Igualmente, não se tem registros de que outra delas tenha começado anteriormente, o que coloca Surubim num plano de pioneirismo nacional”, afirma o autor.
Como prova, o livro reúne imagens de reportagens feitas pelo Diario de Pernambuco em agosto de 1937, sobre a Vaquejada de Surubim e reprodução das páginas da revista O Cruzeiro, a maior do Brasil na época, que no final da década de 1940, fez uma extensa cobertura do evento já tradicional na cidade.  “1949 foi o ano em que o Brasil inteiro tomou conhecimento da existência da vaquejada. Naquele ano, foi feito um documentário, com o apoio do Ministério da Agricultura, que foi exibido nos cinemas de todo o Brasil. A revista do ministério também deu amplo espaço ao evento”, relata o escritor, que conseguiu após muito esforço, a restauração do filme.
A Vaquejada de Surubim foi dividida no livro em três ciclos: o primeiro compreende o seu começo, no ano de 1937 até 1942 quando ela foi proibida pelo juiz de Direito, Dr. Oscar Loureiro. O segundo, tem início em 1949 e encerra-se em 1971. A narrativa termina em 1972 quando é inaugurado o Parque J.Galdino. “Pesquiso os dois primeiros ciclos. No terceiro deles tem início a profissionalização das vaquejadas. É uma outra história”, explica Guerra.
Mesmo antes do lançamento, Memória das Vaquejadas de Surubim já foi selecionado para constar na Coleção Tempo Municipal, do Centro de Estudos de História Municipal (CEHM), vinculado à Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (CONDEPE/FIDEM). O CEHM tem por objetivo promover o resgate da memória municipal, estimulando os historiadores a preservarem o rico acervo documental do Estado e a registrarem fatos e informações histórico-culturais dos municípios pernambucanos.
Além do evento no Restaurante Capitu, o livro também será lançado no Parque J. Galdino, no dia 14 de setembro, dentro da programação de 80 anos da Vaquejada de Surubim e contará com a apresentação da dupla Sirano e Sirino.

Por Sérgio Ramos/Radialista e Blogueiro – 17/08/2017
Envie suas noticias e denúncias para o E-mail: felizsramosdecarvalho@yahoo.com.br-

Sobre o autor do Blog

Sérgio Ramos é Casado, pai, Radialista e Diácono evangélico, Militante do meio Radiofônico.Iniciou a profissão na Rádio cultura do nordeste S/A Caruaru - PE

Visualizações

Seguidores

FAÇA SUA DENUNCIA

FAÇA SUA DENUNCIA
Promotoria de Justiça – 3624-1956 Conselho Tutelar Surubim -3634-4656 S D S de Surubim – 3634-2710 Delegacia de Surubim – 3624-1974 Delegacia da Mulher – 3624-1983
back to top